Uece apresenta propostas de adesão ao Enem/Sisu e cotas raciais para seleções a partir de 2015

Nesta manhã, a Universidade promoveu o terceiro seminário sobre o tema, com abertura para debate e sugestões entre alunos e professores

FOTO: MAURI MELO/ O POVO
Duas propostas para destinar 50% das vagas da Universidade Estadual do Ceará (Uece) para seleção baseada em notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram apresentadas nesta manhã em seminário realizado com alunos, professores e membros de movimentos sociais. As propostas da Pró-Reitoria de Políticas Estudantis (PRAE) também destinam cotas para pretos, pardos e indígenas. Com a decisão, que depende de aprovação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) em março, as mudanças ocorrem a partir do vestibular 2015.1.

A cada ano, o aluno terá duas formas de ingresso na universidade. No início do ano, são 50% das vagas ofertadas pelo vestibular tradicional da Uece e 50% pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). De acordo com o reitor Jackson Sampaio, o aluno deverá escolher entre concorrer com as provas da Uece ou as do Enem. No meio do ano, ocorre apenas o vestibular tradicional. Os detalhes operacionais e a vigência das novas formas de seleção na Universidade também serão definidos em reunião com o conselho universitário.

A proposta de adesão ao Sisu e ao sistema de cotas teve aprovação dos presentes. Segundo o vice-reitor da Uece, Hildebrando Soares, a tendência é que as medidas sejam referendadas pelo Cepe.

Fonte: O Povo