Quando ele chega todo mundo para!

Imagem: Reprodução/Internet
Com o seu jeito afetuoso e para lá de maternal, não deixa ninguém resistir ao clima de amor que fica no ar. Mesmo que a sua chegada avise que estamos quase no final da primeira etapa, todos o vivem pensando em aproveitar cada novo dia. É um tempo de respostas, de amor, de "fechar ciclos", de abir outros, de sorrir, de experimentar uma alegria própria que ele trás. 

Não podendo ser diferente, ele só é assim porque em nenhum de seus dias se esquece de sua mãe. Não o bastante, ainda reservou uma data, ou melhor, duas datas especificas para celebrar com alegria a importância dela para si. O seu segundo domingo é um dia festivo, pois é o dia das mulheres que vivem a grande graça de gerar um ser em si e com amor amar, cuidar, educar este ser. É o domingo das mães. Mas ainda não bastando, ele não esqueceu daquela que gerou para nós o Salvador. Dedicou a ela também um dia especial, dia 13 de maio. Sim! Este é o dia de Maria, nossa mãe e mãe de Jesus Cristo. 

Quando ele chega todo mundo para porque ele não vem como mais um mês, ele vem como o mês do amor, e do único amor que não há igual, o amor de mãe que só podemos contemplar de forma perfeita olhando para Maria. Ela nos ensina a amar. Ensina aos filhos a amar as mães e ensina às mães a amar os filhos. Maria, mestra do amor. 

Não querendo em nenhum momento puxar a atenção para mim, quero dizer que ele também é o mês que Deus fez para mim, aliás que Deus me fez para si. Sim, Deus escolheu este mês há mais de 20 anos para que eu nascesse e como sou feliz por Ele ter escolhido este mês mariano. Talvez, já saibam que estou falando do melhor mês do ano, do mês de Maio. Cada semana, cada dia, cada hora, cada segundo, deste mês é muito especial porque temos a oportunidade de vivê-los sabendo que ele é dedicado a Maria, aquela que intercede por nós, e que, por mais que alguns não a reconheçam como Mãe, ela os reconhece como filhos. Sim, ele começa com "M" para que não nos esqueçamos de que ele é o mês de Maria por primazia.