Brasil e o desejo de ganhar!

O Brasil da Copa do Mundo é um país diferente do que eu realmente conheço no dia a dia. Nasci no Brasil, sou brasileiro, mas não posso negar que em meu país há muitos grandes erros - não quero dizer que nos outros países não exista, mas no Brasil é em quantidade demasiada.

Comecemos, então, com o país do futebol, do samba, da alegria, que perde uma partida com tanta maestria (de 7x1 para a Alemanha). Será mesmo que a falta de dois jogadores (Thiago Silva e Neymar) foi a causa da derrota, a quem diga isso. Será que o motivo é a Dilma não ter pago a Copa - como algumas piadas na internet alegam -, a quem defenda essa tese. Será que a questão está relacionada ao fato de que o Brasil não estava jogando bem desde o início e o que vimos diante da Alemanha foi consequência de uma má preparação, os críticos atestam esse argumento.

A seleção brasileira não parecia uma seleção composta por jogadores de vários times prestigiados no mundo, inclusive na Alemanha, parecia uma partida entre uma seleção e um time de bairro. Não vi o futebol brasileiro, o futebol da alegria. Fico triste com a derrota do Brasil, porque, como milhões de brasileiros, também enseiava ganhar a competição e alcançar o hexacampeonato. Eis o ponto em que gostaria de chegar: o desejo de ganhar.

O desejo desordenado de ganhar é o principal elemento que constitui um ser corrupto. Isso é óbvio porque o corrupto é aquele que, pensando unicamente em si mesmo, não mede esforços para ganhar o que quer. Esse desejo se manifesta de várias formas, no querer "querer", no querer "parecer", no querer "ser", etc. Não há limites quando a desordem é tão grande. Vejo isso como nitidamente um vazio do próprio ser humano. Muitos tentam preencher esse vazio por meio de vitórias esportivas, vitórias profissionais, vitórias na vida, no entanto, elas nem sempre dão conta, pois logo desejam mais e mais, e mais, e mais. É o que acontecerá conosco ao nos tornarmos hexacampeões, em seguida iremos querer mais e mais, e mais.

Há um vazio a ser preenchido. Esse vazio só quem pode preencher de forma perfeita é Deus. Jesus Cristo nos mostra que o caminho para preenchê-lo é inverso ao que eu e você pensamos. Pasmem! Não é pelo ganhar que nosso vazio é preenchido, é, na verdade, pelo perder, perder tudo. Jesus ao se ofertar na cruz, dando sua vida, viveu a plenitude, pois preencheu-se da vontade de Deus e nela tornou-se forte, perdendo a sua vida para ganhar a salvação da humanidade. Jesus não quis só parecer querer perder, Ele realmente perdeu, perdeu o que Ele tinha por amor aos seus.

Que o desejo de ganhar exista em nós, mas não de forma desordenada para que não nos tornemos corruptos. Optemos por ganhar da forma que Jesus ganhou a nossa salvação, perdendo a própria vida por amor. É no sair de nós mesmos que o vazio que existe em mim e em você será preenchido, porque quando perdemos por amor o nosso tempo, o nosso espaço, a nossa vida, Deus vem nos preenche com o seu amor e sua misericórdia, fazendo-nos plenamente felizes.