Instagram é a rede social que mais prejudica os jovens

Foto: Reprodução

Faz a foto. Escolhe o filtro. Publica. Pronto. Vendo alguns stories ou mesmo algumas postagens de outros usuários, basta esperar alguém curtir ou comentar. Essa é a rotina do Instagram. A rede social, que tem mais de 500 milhões de contas cadastradas, é considerada a que mais prejudica os jovens de acordo com pesquisa realizada no Reino Unido.

"O compartilhamento de fotos pelo Instagram impacta negativamente o sono, a autoimagem e aumenta o medo dos jovens de ficar por fora dos acontecimentos e tendências (FOMO, fear of missing out). Segundo a pesquisa, o site menos nocivo é o YouTube, seguido do Twitter. Facebook e Snapchat ficaram em terceira e quarta posição, respectivamente" (Super Interessante).

Relatório da pesquisa